OMBRO FORA DO LUGAR? SAIBA COMO FUNCIONA E COMO TRATAR



Um fato comum no rodeio é ver cowboy se aposentar por lesão no ombro, de cada 10 peões 4 tem problemas com ombro fora do lugar, mais por que isso?
O ombro é a articulação (junta) que tem mais liberdade de movimento do nosso corpo, isso por que o ombro junto com o cotovelo tem a função de por a mão em qualquer lugar do espaço.

Infelizmente, na maioria das vezes a fratura de ombro não cicatriza corretamente. Sabe-se que quanto mais jovem o paciente menor a chance de cicatrização adequada. De um modo geral uma lesão de ombro raramente cicatriza bem, isso significa que, estes pacientes que uma vez tenham sofrido um episódio inicial de luxação anterior tem grandes chances de desenvolverem novos episódios, sendo que cada vez com mais facilidades. É comum que algumas pessoas tenham deslocamentos, ou sintam que o ombro “quis deslocar-se” ao pegar um copo em cima do armário ou até mesmo dormindo.
E como se trata?
  O paciente após sofrer uma luxação deve ser submetido a um exame chamado de ressonância magnética, que mostra com clareza se houve uma lesão ligamentar.
O tratamento da instabilidade anterior sempre foi feito, até poucos anos atrás, de modo convencional, ou seja, através de cirurgia aberta. Esta cirurgia obtinha bons resultados, porém implicava em uma cicatriz grande, e era tecnicamente difícil de ser realizada. Todavia, a cirurgia do ombro tem evoluído muito nos últimos anos, com o advento da técnica artroscópica (por vídeo). Pode dizer, atualmente, que a artroscopia revolucionou (e vem revolucionando) a cirurgia do ombro, não somente no tratamento da instabilidade, como no tratamento de outros problemas da articulação. No dias de hoje, o tratamento gold-standard ( ou seja, padrão-ouro) da instabilidade é o tratamento artroscópico.
TÉCNICAPela técnica artroscopica, são feitos 3 ( ou 4 ) pequenas incisões na pele, de 3 a 4 mm de extensão. Através destas pequenas “aberturas”, são introduzidos uma câmera de vídeo e algumas pinças e dispositivos especiais, com os quais pode-se realizar a cirurgia de modo simples e seguro.
A cirurgia consiste na introdução de pequenos parafusos ( chamados âncoras), com as quais conseguimos colocar o ligamento no lugar certo. Esta cirurgia dura menos de 60 minutos, e permite uma volta mais precoce às atividades de trabalho, além de promover um pós-operatório praticamente isento de dor.
E SOBRE A RECUPERAÇÃO ?A recuperação costuma ser simples e tranqüila. O paciente deve usar uma tipóia, por 3 a 4 semanas, após as quais começa a fisioterapia. O retorno às atividades diárias de vida ( dirigir, digitar, alimentar-se , etc …) já se dá entre a 3 e 4 semana de pós-operatório, e a volta as atividades físicas ocorre entre o quarto e o sexto mês.
PREVENÇÃO
A melhor forma de evitar uma lesão do tipo, é a prevenção com exercícios e musculação para fortalecer o osso e o corpo e evitar que na montaria a força seja feita apenas no braço, e sim distribuída para todo o corpo que torna a montaria mais fácil  e poupa de fazer força e tomar socos apenas no braço.


Confira nossa loja virtual: www.rodeowins.com 

x

Comentários